sexta-feira, 6 de abril de 2012

Na Varanda

tarde, mas não demasiado
tarde para descermos as ruas
que nos iam encurralando 
e apertando os nossos corpos 
em calor,
o check-in como forma de alívio
mesmo que o sol escolhesse descer
quando ainda os nossos pratos 
estavam vazios. 

tínhamos os olhos 
cheios de promessas e 
oportunidades e a a noite 
estendeu o seu manto, enquanto
a brisa fresca alardeava
o seu corpo sobre 
nós.

demos as mãos naquela
varanda no hotel em istambul
e pensávamos exactamente no que
definia a certeza da felicidade
mesmo que, por momentos,
nada fosse mais enganador
do que o breve suspiro
sustentado pelo peso
dos nossos corações.

Da série Biografia não Oficial
(A sair um dia destes)

José Duarte


Sem comentários:

Enviar um comentário